Do Alto da Torre

august

 O deputado brasiliense Augusto Carvalho qualificou ontem de “absurda” a correção aplicada pelo Congresso ao fundo partidário, que saltou dos R$ 289 milhões da proposta originária para R$ 865 milhões. Isso ocorre, diz ele, não apenas quando o País atravessa  uma crise grave, mas no momento “em que a presidente Dilma, para corrigir a contabilidade criativa e outras bobagens que foram praticadas no seu primeiro mandato,  convoca a nação para um esforço brutal que retira direitos dos trabalhadores, em contraposição à promessa que ela fez em campanha de não triscar nesses mesmos direitos”.

Texto publicado no site Jornal de Brasília na coluna Do Alto da Torre por Eduardo Brito

Continue lendo